The Real Mount Sinai – In Saudi Arabia

The actual site of Mount Sinai where Moses received the Ten Commandments has been misidentified for centuries, since the time of the Roman Emperor Constantine. However, in 1988, two American explorers concluded that the traditional site of Mount Sinai was geographically incorrect. It was not in Egypt on the central-southern Sinai Peninsula, but rather in Saudi Arabia. Galatians clearly makes that distinction:

GALATIANS 4:22 For it is written, that Abraham had two sons, the one by a bondmaid [Hagar], and the other by a freewoman [Sarah].

23 But he who was of the bondwoman was born after the flesh; but he of the freewoman was by promise.
24 Which things are an allegory: for these are the two covenants; the one from the mount Sinai the Law, which gendereth to bondage, which is Agar [Greek spelling is Hagar, who birthed Islam’s lineage through Ishmael – see Exodus Chpt. 21].

25 For this Agar is mount Sinai in Arabia, and answereth to Jerusalem which now is, and is in bondage with her children.

26 But Jerusalem [Mt. Zion: God’s holy mountain] which is above [i.e. in the heavenlies waiting to move to Earth at Christ’s return] is free, which is the mother of us all [and home to God the Father, Jesus Christ, and the angels & saints – see Hebrews 12:22-24]. [Underlines added for emphasis]

By way of explanation, Ishmael is the father of today’s Arab/Muslim people. It’s interesting to note that the Muslim Law, called the Shariah, is an extensive set of dos and don’ts of personal and societal conduct. Their clergy is consumed with applying their Law to the people, even by force if necessary. They do not believe that Jesus is the only begotten Son of God, nor do they believe He was God’s promised Savior.

Abraham’s other son, Isaac, was the lineage to King David who’s descendant produced Mary, the mother of Moshiyah (Messiah). She bore a son immaculately because of God’s promise. And because of the promise that Yisayah (Jesus) brings, we do not have to live under the bondage of the Law, but rather, we have freedom in Moshiyah (Messiah) sacrifice. It is simply available for the asking, but we shall get into that later.

PORTUGUES:

O Real Monte Sinai – Na Arábia Saudita

O local real do Monte Sinai, onde Moisés recebeu os Dez Mandamentos, foi mal identificado há séculos, desde o tempo do imperador romano Constantino. No entanto, em 1988, dois exploradores americanos concluíram que o site tradicional do Monte Sinai era geograficamente incorreto. Não estava no Egito na península do centro-sul do Sinai, mas sim na Arábia Saudita. Gálatas claramente faz essa distinção:

GALÁTICOS 4:22 Porque está escrito que Abraão teve dois filhos, um por uma serva [Agar], e o outro por uma mulher livre [Sara].

23 Mas aquele que era da escrava nasceu depois da carne; mas ele da freewoman era por promessa.
24 Que coisas são uma alegoria: pois estes são os dois convênios; o do gênero gender para a escravidão, que é Agar [a ortografia grega é Hagar, que deu origem à linhagem do Islã através de Ismael – veja Exodus Chpt. 21].

25 Para este Agar é o monte Sinai na Arábia, e responde a Jerusalém que agora é, e está preso com seus filhos.

26 Mas Jerusalém [Mt. Zion: a montanha sagrada de Deus] que está acima [isto é, nos lugares celestiais esperando para se mudar para a Terra no retorno de Cristo] é grátis, que é a mãe de todos nós [e a casa de Deus Pai, Jesus Cristo e os anjos e santos – veja Hebreus 12: 22-24]. [Sublinha adicionada para ênfase]

A título de explicação, Ishmael é o pai do povo árabe / muçulmano de hoje. É interessante notar que a Lei Muçulmana, chamada de Shariah, é um conjunto extensivo de coisas que não têm de conduta pessoal e social. O seu clero é consumado pela aplicação da Lei ao povo, mesmo que seja necessário, se for caso disso. Eles não acreditam que Jesus é o unigênito Filho de Deus, nem eles acreditam que Ele foi o Salvador prometido de Deus.

O outro filho de Abraão, Isaac, foi a linhagem do rei Davi, que é descendente, produziu Maria, a mãe de Moshiyah (Messias). Ela teve um filho imaculado por causa da promessa de Deus. E por causa da promessa que Yisayá (Jesus) traz, não temos que viver sob a escravidão da Lei, mas sim, temos liberdade no sacrifício Moshiyah (Messias). Está simplesmente disponível para perguntar, mas devemos entrar nisso mais tarde.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here